Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Legislação Federal > Resoluções > CNP > 1982 > RCNP 16 - 1982
Início do conteúdo da página

RCNP 16 - 1982

Salvar em PDF

 

RESOLUÇÃO CNP Nº 16, DE 30.11.1982 - 532ª SESSÃO EXTRAORDINÁRIA - DOU 16.12.1982

Dispõe sobre a classificação e as características do Gás Combustível de Médio Poder Calorífico.

Revogada pela Resolução ANP nº 668, de 15.2.2017 - DOU 16.2.2017 – Efeitos a partir de 16.2.2017.

O CONSELHO NACIONAL DO PETRÓLEO, no uso das atribuições que lhe conferem o art. 1º, do Decreto nº 42.483 de 16 de Outubro de 1957, o art.1º do Decreto 64.065 de 5 de fevereiro de 1969, e o item VIII do art. 1º do Regimento Interno do CNP, aprovado pela Portaria nº 235 - MME, de 17 de fevereiro de 1977, e

Considerando que existem vários projetos de gaseificação de carvão em andamento no País;

Considerando que existem nas cidasdes do Rio de Janeiro e de São Paulo sistemas de distribuição de gás canalizado, servindo ao consumo domiciliar, comercial, institucional e industrial;

Considerando a conveniência da fabricação nacional dos equipamentos de controle e de aparelhos de queima de gá combustível;

Considerando a dificuldade de atingir-se escala econômica de produção de tais equipamentos e aparelhos sem a definição das características de combustão do gás combustível a ser usado;

Considerando os riscos operacionais e os gastos adicionais envolvidos na adaptação de queimadores que, projetados para queima de determinado tipo de gás, precisam operar com outro tipo de gás combustível;

Considerando a necessidade que têm os fabricantes nacionais do estabelecimento de um gás de referência para desenvolverem seus produtos;

Considerando a importância de se estabelecerem, na medida do possível, as características de intercambialidade para os gases da mesma classe;

Considerando finalmente a indiscutível importância e a imperiosa necessidade de preservação do meio ambiente e a proteção à saúde, segurança e bem-estar do consumidor;

RESOLVE:

Art. 1º. ficam estabelecidas para o gás combustível de médio poder calorífico a classificação e as características de intercambialidade apresentadas no REGULAMENTO TÉCNICO CNP - 12/82, que acompanha esta Resolução.

Parágrafo Único. O gás combusível de médio poder calorífico produzido no Brasil deverá apresentar as características de intercambialidade previstas no REGULAMENTO TÉCNICO CNP - 12/82.

Art. 2º. O REGULAMENTO TÉCNICO CNP - 12/82, que acompanha a presente Resolução, deverá ser obrigatoriamente observado pelas empresas produtoras e/ou distribuidoras de gás combustível de médio poder calorífico, assim como pelas indústrias fabricantes de queimadores.

Art. 3º. Toda e qualquer indústria produtora de gás combustível de médio poder calorífico, antes da implantação da unidade de geração desse gás, deverá obter a aprovação do respectivo órgão estadual do meio ambiente.

Art. 4º. Esta Resolução entrará em vigor na data de sua publicação no D.O.U., revogadas as disposições em contrário.

OZIEL ALMEIDA COSTA

REGULAMENTO TÉCNICO CNP Nº 12/82

1. DEFINIÇÃO

O gás combustível de médio poder calorífico é definido de acordo com o número de WOBBE (W), na forma a seguir:

4.100 kcal/m3< W < 7.500 kcal/m3

ou

17.165 kj/m3< W < 31.401 kj/m3

onde:

RCNP_00016_1982image001.gif

p - Poder Calorífico Superior

d - Densidade do gás em relação ao ar

2. INTERCAMBIALIDADE

Diz-se que um gás combustível é INTERCAMBIÁVEL com o gás de referência de médio poder calorífico quando puder, em um queimador, substituir este gás sem necessidade de regulagem; entretanto, admite-se a possibilidade de regulagem em queimadores industriais para permitir a intercambialidade.

3. GÁS DE REFERÊNCIA

O gás de referência de médio poder calorífico deve ter as seguintes características de intercambialidade.

RCNP_00016_1982image002.gif

onde "Wa" e "Sa" são, no diagrama de intercambialidade (Figura nº 1), as coordenadas do gás de referência, respectivamente "Número de WOBBE" e "Fator de Velocidade de Chama" em relação ao hidrogênio.

4. LIMITES DE INTERCAMBIALIDADE

São as seguintes as equações dos limites de intercambialidade do gás de médio poder calorífico:

Para P (kcal/m3)Para P (kj/m3)

W = 21,16S + 5.804W = 88,60S + 24.300

W = 62,68S + 2.758W = 262,45S + 11.550

WS (1 - Q) = 194.280WS(1 - Q) = 813.412

Pressão de Operação = 80 mm.c.a = 785 Pa

Onde:

RCNP_00016_1982image003.gif

Sendo:

a,b,c,....n - frações dos constituintes individuais no gás final;

Fa, Fb, ..... Fn - coeficientes de velocidade de chama correspondentes aos constituintes individuais (Ver Tabela nº 1).

A - Volume de ar necessário para queimar uma unidade de volume de gás;

Z - Percentagem em volume dos gases inertes (CO2 e N2) contidos no gás final;

Q - Percentagem em volume de oxigênio contido no gás final.

5. COMPOSIÇÃO DO GÁS DE REFERÊNCIA:

Recomendam-se as seguintes composições para o gás de referência:

a) Composição nº 1

H2

56,5%

CO2

3,5%

CH4

15,0%

C3H8

2,5%

C4H10

2,5%

b) Composição nº 2

H2

53,0%

CO2

17,5%

Referência de médio poder calorífico quando puder, em um queimador, substituir este gás sem necessidade de regulagem; entretanto, admiti-se a possibilidade de regulagem em queimadores industriais para permitir a intercambialidade.

6. OBSERVAÇÕES

a) Na figura 1 são mostrados os limites de intercambialidade do gás de médio poder calorífico.

b) O gás combustível de médio poder calorífico, destinado ao consumo domiciliar, comercial e institucional, deve ter teor de monóxido de carbono (CO) inferior a 20,0% (vinte por cento).

c) O símbolo "m3" significa metros cúbicos em condições normais de temperatura e pressão ou seja, 101,325 kPa e 273,15K, seco.

d) O teor máximo de enxofre presente na composição do gás de médio poder calorífico é de 0,36 grama/m3 de gás conforme estabelecido na Norma CNP-02 a que se refere a Resolução 3/55 de 20 de setembro de 1955.

OZIEL ALMEIDA COSTA

RCNP_00016_1982image004.gif

TABELA I

Poder Calorífero, Densidade, Ar necessário e Coeficiente

F. dos diversos gases

Gases

Fórmula

Poder Calorífico

Kcal/m3   Kj/m3

Densidade

Dar=1

Ar

Necessário

A

Coeficiente

F

Monóxido de Carbono

CO

3.010,2  12.603,1

0,97

2,39

61

Hidrogênio

H2

3.040,7  12.730,8

0,07

2,39

339

Metano

CH4

9.490,7  39.735,7

0,55

9,55

148

Etano

C2H4

16.774,0  70.229,4

1,04

16,71

301

Propano

C3h8

24.201,6  101.327,3

1,56

23,87

398

Butano

C4h10

31.791,5  133.104,7

2,09

31,03

513

Etileno

C2H4

15.007,9  62.835,1

0,97

14,32

454

Propileno

C3H6

22.311,3  93.413,0

1,45

21,48

674

Butileno

C4H8

29.901,2  125.190,3

2,00

28,64

890

Acetileno

C2H2

13.976,8  58.518,1

0,91

11,93

776

Benzeno

C6H6

35.323,9  147.894,1

2,70

35,79

920

Niotrogênio

N2

-                 -

0,97

-

-

Dióxido de Carbono

CO2

-                 -

1,53

-

-

Oxigênio

O2

-                 -

1,11

(-4,78)

Ar

-

-                 -

1,00

(-1,00)

-

Fim do conteúdo da página